23.3.17

Um resumo da Esquerda 'tolerante'


Esquerdista é o tipo de pessoa que diz lutar por liberdade de expressão desde que esta não contrarie ou contradiga suas convicções, caso contrário ele fará de tudo para tentar te calar e ainda te xingará de fascista, homofóbico, racista, intolerante e o escambau - só pelo simples fato de você discordar dele.

Esquerdista faz protesto violento, 'quebra-quebra' e agride física ou verbalmente quem não concorde com ele para depois desempenhar o papel de pobre vítima da sociedade ou do sistema opressor quando então é reprimido. 

Esquerda e vitimismo andam lado a lado.

Esquerdista diz que devemos respeitar escolhas individuais, mas ele e sua corja ocupam escolas e faculdades (e outras repartições públicas) sem permitir que outros alunos estudem, mesmo que estes queiram (!). Nesse caso, onde está a liberdade de escolha de quem quer estudar (e também dos que querem trabalhar quando vocês preferem cruzar os braços)?
Esquerdista diz que devemos respeitar escolhas individuais, mas ele e sua trupe barram rodovias e vias públicas queimando pneus e vários outros objetos, consequentemente desrespeitando a liberdade de escolha e o direito de ir e vir de quem não deseja compactuar com eles.

Esquerdista diz que está lutando por um mundo melhor, mas você deve ser obrigado a aceitar que SOMENTE a concepção que ele tem de 'mundo melhor' está correta. Se a sua concepção de um mundo melhor for diferente da que ele apaixonadamente inventou, você nem mesmo será ouvido - além de correr o risco de ser ridicularizado e até agredido.

Esquerdista é o tipo de pessoa que prega o comunismo/socialismo (ou anarquismo) sem saber o que tais doutrinas políticas sempre acarretaram: miséria, fome, guerras, mortes, etc... Quando sabem, simplesmente ignoram. Até os dias de hoje nenhum esquerdista foi capaz de dizer onde o comunismo deu certo.

Esquerdista fala tanto de 'Ditadura militar', mas louva as ditaduras de Cuba, China, antiga União Soviética,  Camboja, etc. que foram MUITO piores (estas sim foram ditaduras de verdade!). 

Nenhum esquerdista viveria em qualquer país comunista! 
Esquerdista fala mal da 'ditadura militar', mas defende terrorismo. Ora, estudem o que grupos 'revolucionários' (como o da senhora Dilma) fizeram, seus idiotas! Conversem com os mais velhos e saberão que só os bandidos e os vagabundos não lamentaram o fim de um tempo em que qualquer um podia andar na rua à noite com tranquilidade. E que tal estudar sobre o cenário político nacional das décadas de 1960/1970?

Esquerdista diz que combate a homofobia, o racismo, a censura e a intolerância, mas defende Che Guevara (só um dos tantos exemplos) que odiava negros e homossexuais e proibiu livros, músicas, etc.


Esquerdista quase sempre só defende direitos humanos para humanos que não são direitos. 

Esquerdista é o tipo de cara que fala mal da família, mas é (ou foi) sustentado por ela em boa parte de sua vida.

Esquerdista critica o 'Estado capitalista', mas nenhum deles vive sem o capitalismo. Em suma, todo esquerdista é um capitalista também.

Esquerdista diz que defende a vida, porém, muitos fazem apologia ao aborto que nada mais é do que a extinção de uma vida de um SER HUMANO inocente.
Esquerdista abortista diz 'meu corpo, minhas regras' mas se esquece que o corpo de um bebê não é dela e sim do bebê - por mais que alguns imbecis insistam em chamar um feto (ou embrião, que seja) de amontoado de células.

Esquerdista fala mal do machismo, porém prega um feminismo que não visa a igualdade, mas sim a supremacia. E essa suposta igualdade dogmática é bastante seletiva já que as atuais feministas só pregam a  tal igualdade àquilo que lhes for conveniente (você já viu alguma feminista lutando para poder trabalhar em sacaria, depósito de gás ou quaisquer outros serviços que denotem certo sacrifício e não muito dinheiro? Será que se estas feministas imbecis estivessem no Titanic, por exemplo, abririam mão de serem salvas em nome do feminismo - será que elas iriam se opor ao "mulheres e crianças primeiro"?).

Esquerdista defende práticas imorais, mas nenhum deles quer se casar com uma puta depravada, por exemplo. E será que esquerdistas planejam e sonham em ter um filho homossexual? Ou drogado? Ou arruaceiro? São perguntas no mínimo pertinentes já que certos esquerdistas demonstram uma paixão por vezes até desmedida quando estão defendendo suas tantas bandeiras e causas sociais.

Esquerdista prega igualdade e fala em luta de classes, mas sempre que chega ao poder se enriquece às custas de roubo de dinheiro público e alheio. Um exemplo? Vejam o quanto Lula enriqueceu em menos de 10 anos - e tem idiota que acredita que foi às custas de trabalho honesto mesmo com o farto número de evidências que comprovam o envolvimento do ex-presidente petista (e se Deus quiser, futuro presidiário) em escândalos de corrupção no país.



Esquerdista geralmente se aproveita do termo estado laico para zombar, menosprezar, combater e não raramente atacar as religiões, especialmente a cristã  (porém, a coragem e audácia dele acaba quando a religião é o islamismo).

Esquerdista diz que ama os pobres, mas NUNCA quer viver entre eles, muito menos ser como eles (economicamente falando).

Esquerdista diz que ninguém deve se intrometer nas opções e escolhas pessoais de um indivíduo, mas tenta a todo custo fazer o povo engolir absurdos como ideologia de gênero, aborto legalizado e tantas outras pautas imorais e inúteis. Pautas que a esquerda política tanto quer (e tenta) introduzir como práticas na sociedade.

Esquerdista fala em pluralidade de ideias, debate, etc., mas geralmente FOGE de debates que mostrem, através de fatos e evidências - quer sejam estas de um contexto histórico passado ou atual - o quanto esquerdistas são manipulados e alienados e, sobretudo, o quanto estão equivocados.

Esquerdista nada mais é do que um ser controlado e idiotizado e que NUNCA estudou de verdade o que a Esquerda representa.
É fato que a grande maioria deles, especialmente os mais jovens, foram educados por professores 'esquerdopatas' do MEC (sigla que na verdade deveria significar "Marxismo na Educação e na Cultura"), ou seja, foram condicionados a acreditar que figuras como Marx, Engels, Lênin, Fidel Castro, Che Guevara, Nelson Mandela e tantos outros são heróis. O jovem esquerdista aprendeu a não questionar a conduta destes seus grandes e nobres arquétipos da (falsa) justiça e nem tampouco nada que contrarie seus deturpados ideais. 

Ah, os jovens! São tão facilmente seduzidos por esse falso discurso apaixonado de liberdade, igualdade, luta de classes, enfim, todo esse conjunto de temáticas que a Esquerda habilmente insere em suas mentes (visando com isso apenas aumentar o que chamamos de massa de manobra). 
Na mão de aliciadores políticos esquerdistas, os jovens tornam-se meros instrumentos em favor de interesses pessoais escusos e muitos deles são corrompidos e controlados sem ao menos se dar conta (isso porque a maioria dos jovens julga-se inatingível, o que consequentemente acaba por torná-los mais vulneráveis). Quase todo jovem sonha em mudar o mundo e, neste sentido, não existe nada mais sedutor que os belíssimos discursos esquerdistas de liberdade, igualdade e justiça social. Discursos tão belos quanto nocivos.

Esquerdista parece deliciar-se ao defender bandidos, ladrões e assassinos da pior espécie. Quase tudo o que é bom eles consideram mal; quase tudo que é certo eles consideram errado (e vice-versa). Alguns ainda alegam que bem e mal independem de senso comum, como se estes (o bem e o mal, o certo e o errado) fossem coisas que cada um de nós pode dar o significado que nos bem aprouver, ainda que este não caracterize objetivamente nem bem e nem mal, nem certo e nem errado.

Esquerdistas vão te xingar, CUSPIR e até agredir se você defender temas como família, moral e religião. Aliás, estes são, sem sombra de dúvidas, os maiores argumentos da Esquerda: a mentira, a calúnia, a ofensa, a difamação e ataques ad-hominem. Isso quando não apelam para agressões físicas e verbais, o que também não é raro.

Esquerdista só fala em dividir o que é dos outros (dinheiro, terras, etc). Ele jamais vai abrir mão do que possui, mas vai querer tirar a todo custo o que outros conquistaram com trabalho digno - seu e/ou de seus antepassados (principalmente se o indivíduo a ser expropriado for muito rico).

Esquerdista prega uma sociedade justa e igualitária, desde que essa justiça não recaia sobre ele e nem a igualdade o atinja negativamente. No tocante à justiça ele almeja estar acima de todo e qualquer julgamento; quanto à igualdade o que ele realmente quer (ainda que jamais admita) é uma posição de destaque entre aqueles que controlam as massas. Em outras palavras, o que o esquerdista mais almeja e anseia é o poder. Dentro de um legítimo partidário de Esquerda reside um ditador que sempre finge estar adormecido e que por vezes acorda destoando toda sua tirania. Dentro de um legítimo partidário de Esquerda reside um corrupto que sempre colocará seus interesses de extravagância pessoal acima de quaisquer outros interesses, inclusive os da sua própria pátria.

Por tudo isto e muito mais, podemos até afirmar com convicção e sem medo de errar que esquerdistas são ignorantes e analfabetos funcionais a serviço da iniquidade. São vítimas passivas de sua própria estupidez. 

Felizmente, alguns (como eu) despertam e se libertam deste grande e terrível mal, endossando o coro daqueles que verdadeiramente idealizam e almejam uma sociedade justa, digna, democrática, mas, sobretudo, com valores cívicos, morais e cristãos a serem observados e respeitados.



Renato Oliveira               22 de março de 2017



DÚVIDA CRUEL:
Nem todo esquerdista é idiota, 
mas todo idiota é esquerdista
ou
Nem todo idiota é esquerdista,
mas todo esquerdista é idiota
???






Obs.: Se você é um simpatizante da Esquerda e não gostou do texto, tente refutá-lo!
Só não venha querer me dar lições de 'esquerdismo', pois eu já conheço muito bem essa merda que defendi por tantos anos e o que ela representa.
Não me canso de dizer: a Esquerda caracteriza o MAL, a iniquidade e a imoralidade. E o afirmo sem receio de estar generalizando.

Obviamente você não é obrigado a concordar com tudo que escrevi, mas devo dizer que se você discorda de TODO o conteúdo, quem não entende NADA de Esquerda és tu!


Ao esquerdista militante ou ativista: minha interpretação pessoal acerca daquilo que vivenciei em matéria de Esquerda pode até não servir para homologar tudo que ela representa, porém, a sua interpretação pessoal romântica e ilusória não vai apagar o que de fato ela é e tudo o que ela causou.



20.3.17

Passagens bíblicas para céticos e ateus


"No princípio, Deus criou os céus e a terra."
(Gênesis 1:1)

"Diz o insensato em seu coração: Não há Deus."
(Salmo 13:1) 


"A fé é o fundamento da esperança, é uma certeza a respeito do que não se vê.
Foi ela que fez a glória dos nossos, antepassados.
Pela fé reconhecemos que o mundo foi formado pela palavra de Deus e que as coisas visíveis se originaram do invisível."
(Hebreus 11:1-3) 


"Levantai os olhos para o céu e olhai. Quem criou todos esses astros?..."
(Isaías 40:26)


"Ninguém jamais viu a Deus. Se nos amarmos mutuamente, Deus permanece em nós e o seu amor em nós é perfeito.
Nisto é que conhecemos que estamos nele e ele em nós, por ele nos ter dado o seu Espírito."
(I João 4:12-13)


"Tu és digno Senhor, nosso Deus, de receber a honra, a glória e a majestade, porque criaste todas as coisas, e por tua vontade é que existem e foram criadas."
(Apocalipse 4:11)


"A ira de Deus se manifesta do alto do céu contra toda a impiedade e perversidade dos homens, que pela injustiça aprisionam a verdade.
Porquanto o que se pode conhecer de Deus eles o leem em si mesmos, pois Deus lho revelou com evidência.
Desde a criação do mundo, as perfeições invisíveis de Deus, o seu sempiterno poder e divindade, se tornam visíveis à inteligência, por suas obras; de modo que não se podem escusar.
Porque, conhecendo a Deus, não o glorificaram como Deus, nem lhe deram graças. Pelo contrário, extraviaram-se em seus vãos pensamentos, e se lhes obscureceu o coração insensato.
Pretendendo-se sábios, tornaram-se estultos. Mudaram a majestade de Deus incorruptível em representações e figuras de homem corruptível, de aves, quadrúpedes e répteis. Por isso, Deus os entregou aos desejos dos seus corações, à imundície, de modo que desonraram entre si os próprios corpos.
Trocaram a verdade de Deus pela mentira, e adoraram e serviram à criatura em vez do Criador, que é bendito pelos séculos. Amém!
Por isso, Deus os entregou a paixões vergonhosas: as suas mulheres mudaram as relações naturais em relações contra a natureza. Do mesmo modo também os homens, deixando o uso natural da mulher, arderam em desejos uns para com os outros, cometendo homens com homens a torpeza, e recebendo em seus corpos a paga devida ao seu desvario. Como não se preocupassem em adquirir o conhecimento de Deus, Deus entregou-os aos sentimentos depravados, e daí o seu procedimento indigno. São repletos de toda espécie de malícia, perversidade, cobiça, maldade; cheios de inveja, homicídio, contenda, engano, malignidade. São difamadores, caluniadores, inimigos de Deus, insolentes, soberbos, altivos, inventores de maldades, rebeldes contra os pais. São insensatos, desleais, sem coração, sem misericórdia. Apesar de conhecerem o justo decreto de Deus que considera dignos de morte aqueles que fazem tais coisas, não somente as praticam, como também aplaudem os que as cometem."
(Romanos 1:18-32)


"O Senhor sonda o justo como o ímpio, mas aquele que ama a injustiça, ele o aborrece. Sobre os ímpios ele fará cair uma chuva de fogo e de enxofre; um vento abrasador de procela será o seu quinhão. Porque o Senhor é justo, ele ama a justiça; e os homens retos contemplarão a sua face."
(Salmos 10:5-7)


"Que os pecadores caiam na região dos mortos, todos esses povos que olvidaram a Deus.  O pobre, porém, não ficará no eterno esquecimento; nem a esperança dos aflitos será frustrada para sempre. Levantai-vos, Senhor! Não seja o homem quem tenha a última palavra! Que diante de vós sejam julgadas as nações. Enchei-as de pavor, Senhor, para que saibam que não passam de simples homens.
(1) Senhor, por que ficais tão longe? Por que vos ocultais nas horas de angústia?
(2) Enquanto o ímpio se enche de orgulho, é vexado o infeliz com as tribulações que aquele tramou.
(3) O pecador se gloria até de sua cupidez, o cobiçoso blasfema e despreza a Deus.
(4) Em sua arrogância, o ímpio diz: Não há castigo, Deus não existe. É tudo e só o que ele pensa.
(5) Em todos os tempos, próspero é o curso de sua vida; vossos juízos estão acima de seu alcance; quanto a seus adversários, os despreza a todos.
(6) Diz no coração: Nada me abalará, jamais terei má sorte.
(7) De maledicência, astúcia e dolo sua boca está cheia; em sua língua só existem palavras injuriosas e ofensivas.
(8) Põe-se de emboscada na vizinhança dos povoados, mata o inocente em lugares ocultos; seus olhos vigiam o infeliz.
(9) Como um leão no covil, espreita, no escuro; arma ciladas para surpreender o infeliz, colhe-o, na sua rede, e o arrebata.
(10) Curva-se, agacha-se no chão, e os infortunados caem em suas garras.
(11) Depois diz em seu coração: Deus depressa se esquecerá, ele voltará a cabeça, nunca vê nada.
(12) Levantai-vos, Senhor! Estendei a mão, e não vos esqueçais dos pobres.
(13) Por que razão o ímpio despreza a Deus e diz em seu coração Não haverá castigo?
(14) Entretanto, vós vedes tudo: observais os que penam e sofrem, a fim de tomar a causa deles em vossas mãos. É a vós que se abandona o infortunado, sois vós o amparo do órfão.
(15) Esmagai, pois, o braço do pecador perverso; persegui sua malícia, para que não subsista.
(16) O Senhor é rei eterno, as nações pagãs desaparecerão de seu domínio.
(17) Senhor, ouvistes os desejos dos humildes, confortastes-lhes o coração e os atendestes.
(18) Para que justiça seja feita ao órfão e ao oprimido, nem mais incuta terror o homem tirado do pó."
(Salmos 9:18-39)


"Narram os céus a glória de Deus, e o firmamento anuncia a obra de suas mãos. O dia ao outro transmite essa mensagem, e uma noite à outra a repete. Não é uma língua nem são palavras, cujo sentido não se perceba, porque por toda a terra se espalha o seu ruído, e até os confins do mundo a sua voz."
(Salmos 18:2-5)


"A lei do Senhor é perfeita, reconforta a alma; a ordem do Senhor é segura, instrui o simples. Os preceitos do Senhor são retos, deleitam o coração; o mandamento do Senhor é luminoso, esclarece os olhos."
(Salmos 18:8-9)


"O que era desde o princípio, o que temos ouvido, o que temos visto com os nossos olhos, o que temos contemplado e as nossas mãos têm apalpado no tocante ao Verbo da vida - porque a vida se manifestou, e nós a temos visto; damos testemunho e vos anunciamos a vida eterna, que estava no Pai e que se nos manifestou -, o que vimos e ouvimos nós vos anunciamos, para que também vós tenhais comunhão conosco. Ora, a nossa comunhão é com o Pai e com o seu Filho Jesus Cristo. Escrevemo-vos estas coisas para que a vossa alegria seja completa. A nova que dele temos ouvido e vos anunciamos é esta: Deus é luz e nele não há treva alguma. Se dizemos ter comunhão com ele, mas andamos nas trevas, mentimos e não seguimos a verdade. Se, porém, andamos na luz como ele mesmo está na luz, temos comunhão recíproca uns com os outros, e o sangue de Jesus Cristo, seu Filho, nos purifica de todo pecado.
Se dizemos que não temos pecado, enganamo-nos a nós mesmos, e a verdade não está em nós.
Se reconhecemos os nossos pecados, (Deus aí está) fiel e justo para nos perdoar os pecados e para nos purificar de toda iniquidade. Se pensamos não ter pecado, nós o declaramos mentiroso e a sua palavra não está em nós."
(I João 1:1-10)



"Pergunta, pois, aos animais e eles te ensinarão; às aves do céu e elas te instruirão. Fala (aos répteis) da terra, e eles te responderão, e aos peixes do mar, e eles te darão lições. Entre todos esses seres quem não sabe que a mão de Deus fez tudo isso, ele que tem em mãos a alma de tudo o que vive, e o sopro de vida de todos os humanos?"
(Jó 12:7-10)



"Disse-lhe Tomé: Senhor, não sabemos para onde vais. Como podemos conhecer o caminho?
Jesus lhe respondeu: Eu sou o caminho, a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim."
(João 14:5-6)







15.3.17

Eu, Sara Winter


Foram muitos traumas, tantos problemas,
a vida não é mesmo um mar de rosas;
em meio a um turbilhão de dilemas
caminhava eu para uma sina tenebrosa.

Moldava para mim uma vil personalidade,
desgarrada dos bons conceitos morais,
entre os transtornos de identidade
ia me destruindo cada vez mais.

Eis que em minha vida apareceram pessoas
prometendo acabar com todo o pessimismo;
todas elas parecendo sempre muito boas,
eis que então eu conheci o feminismo.

Com ele vieram todas as suas vertentes,
movimento negro, movimento sem-terra, movimento gay...
todas as bandeiras que a Esquerda defende,
ideologias deturpadas que um dia tanto amei.

Declarei o homem meu maior inimigo,
e usei meu corpo para expressar esse asco,
trago agora as chagas junto comigo
daquele que foi sem dúvida meu maior carrasco.

Não era o homem, não era a humanidade,
eu mesma era meu maior algoz;
vítima da minha própria ingenuidade,
trilhei um caminho de ruínas, atroz.

Uma aparente felicidade chegou a florir,
mas, mas faltava-me algo, faltava-me luz,
e a verdadeira alegria só começou a surgir
quando em minha vida eu aceitei Jesus.

Hoje, arrependida, tento reparar o mal que causei,
tento abrir os olhos de outras pessoas,
falando de minha vida que por pouco não estraguei
e mostrando que a Esquerda não tem nada de boa.

A Esquerda representa tudo aquilo que é imoral,
e o feminismo hoje pregado não almeja igualdade;
todo esse discurso encobre o verdadeiro mal
que eles escondem de toda a sociedade.

Legalização das drogas, legalização do aborto,
ideologia de gênero - nem homem, nem mulher;

defendem tais causas com tanto conforto
e tentam impor o que a sociedade não quer.

Felizmente este mal tem tratamento e cura,
basta questionar sua mente e seu coração,
não existe verdade mais plena e mais pura
que a verdade de Deus e a sua perfeição.




Eu sou Sara Winter, ex-feminista, ex-esquerdista;
ontem fui um instrumento da Esquerda maligna,


hoje sou um instrumento de Deus, da Igreja, da Bíblia,
hoje sou mulher verdadeira, feliz, realizada e digna.



Renato Oliveira              14 de março de 2017






Existem coisas que somente a graça de Deus pode fazer em nossas vidas.
Já fazem alguns anos que ouvi pela primeira vez o nome de Sara Winter.
Ela escandalizou boa parte da sociedade principalmente no período em que atuou no grupo feminista de origem ucraniana Femen, do qual foi fundadora aqui no Brasil.
Com o corpo nu, apenas encoberto por frases (feministas) de efeito, Sara Winter bradava contra o patriarcado em seus protestos.
Eu, que tanto já havia defendido as causas esquerdistas, que também já havia convivido com tantas feministas, já havia me libertado deste grande mal no período em que Sara Winter chocava parte da sociedade com seus protestos.
Ou seja, fui um de seus críticos.
Mas, como já afirmei no início do texto, existem coisas que somente a graça de Deus pode fazer em nossas vidas.
Sara Winter demorou muito menos tempo que eu para se dar conta do terrível mal que estava fazendo a si mesma, às pessoas à sua volta, à sua alma. A sedução esquerdista sempre impõe um preço muito alto, com custo muito amargo. Sara Winter sabe muito, muito bem disso. E sabe o quanto esta sedução é aliciadora, dogmática e perniciosa.
Só mesmo as pessoas que vivenciaram e viveram o esquerdismo em sua essência (a essência do Mal) e conseguiram se libertar, conseguem compreender o quanto esse movimento pode ser destrutivo na vida do ser humano. Nenhum movimento político ou cultural pode ser pior do que aquele que afasta Deus da sua vida.
Felizmente hoje Sara Winter está livre! Pediu perdão a Deus, pediu perdão aos cristãos e tem se empenhado em combater as causas que antes defendia.
Recentemente tive oportunidade de conversar um pouco com ela pelas redes sociais (fiquei surpreso ao saber que ela também já havia visto a minha imagem por aí).
Que pessoa encantadora, que mulher admirável Sara Winter se tornou.
Sua história é um exemplo para todos nós que trilhamos o caminho de Deus.
Longa vida a Sara Winter!
Que Deus a abençoe, ilumine e proteja!
Que Deus continue dando forças para prosseguir em sua luta.










https://www.sarawinter.com.br/



13.3.17

Ateus nunca vivem como ateus por muito tempo


Analisando o diálogo entre dois colegas que se dizem ateus (e sempre fazem questão de lembrar isso, mesmo que ninguém lhes peça a opinião e mesmo que seja completamente desnecessário) pude notar claramente que são dois jovens idealistas, cheios de planos e de sonhos, como a grande maioria dos jovens de hoje. Em busca de status, em busca de fama, em busca de dinheiro, em busca de relacionamentos. Um deles é excessivamente cristofóbico e ambos são escarnecedores gratuitos. A fé de outras pessoas os incomodam profundamente e por mais que se esforcem em negar, isso fica evidente a cada vez que se deparam com um tema que envolva o nome Deus. Mas, claro, o Deus cristão, o único e verdadeiro. Se alguém pronunciar um 'namastê', um 'oxalá' ou um 'hail satan', esses dois colegas ateus provavelmente ficarão indiferentes. Mas experimenta falar em Jesus Cristo! É como falar sobre alguma pessoa que outra, cheia de amargura e ressentimento, detesta. Esta jamais perderá a oportunidade de criticar ou até difamar. E é exatamente isso que esses dois fazem. Criticam o que gostariam que não existisse, embora em seu íntimo, com a certeza de que ambos têm que não há como provar a inexistência divina, tenham plena consciência de que podem estar equivocados.

 Se não há como provar que Deus existe, menos ainda se pode provar o contrário.

Entretanto, a fé dá ao cristão a certeza absoluta de que existe um Deus criador, onipotente, onisciente, onipresente e transcendental (e que jamais será explicado). Porém, estes dois colegas ateus, a exemplo da grande maioria dos céticos, optaram por ficar 'em cima do muro', como se isso fosse a escolha mais racional. 
Como se o ateísmo fosse lógico!

Apesar de respeitar a 'crença' absurda destes dois colegas ateus, não consigo entender porque dois jovens que afirmam não acreditar em Deus agem exatamente como os jovens cristãos: traçam metas, fazem planos e alimentam sonhos. Ou seja, eles agem como se a vida tivesse sentido e houvesse um propósito maior nas coisas mundanas. Em matéria de ideologia eles até podem agir como ateus, mas nunca em matéria de comportamento!

Bom, pelo menos quando eu era ateu, comportava-me exatamente como tal: "sexo, drogas e hard core! No future! Viva o niilismo! Sem Deus, sem pátria e sem patrão". Ficava dias fora de casa, não dava qualquer satisfação a ninguém. "Ora, Deus não existe, foda-se o mundo, foda-se a humanidade!" 
Resumindo: eu fui mais ateu que esses dois neo-ateus juntos.

O que vejo no comportamento deles  é um contraste entre a moralidade de Deus e a moralidade que eles 'inventaram', 'adaptaram' (não me venham falar em empatia!). No fundo isso é bom, pois se um insensato ateu radical e militante como eu fui pôde ser capaz de compreender que Deus é tão óbvio quanto tudo o que vemos e tão inexplicável (e inobservável cientificamente) como o pensamento, sei que um dia estes dois colegas, ao adquirirem mais amadurecimento e, sobretudo, conhecimento, hão de também admitir o quanto estiveram errados.

Mas, tudo é uma questão de escolha. Tudo é uma questão de livre arbítrio.

Nada foi capaz de me convencer do contrário quando eu estufava o peito e dizia "Deus não existe". Nada e nem ninguém. Nem mesmo a possibilidade real da morte (e não foram poucas), nem mesmo o amor de meus pais, nem mesmo os tantos diálogos com cristãos.


Muitos dizem que chegaram a Deus pelo amor ou pela dor, mas eu cheguei a Ele pela curiosidade e consequentemente, pelo conhecimento. 
Não tenho a mínima pretensão de subestimar a inteligência dos ateus, mas eu falo única e exclusivamente por mim: QUANDO EU ERA ATEU ME ACHAVA UM SÁBIO, PORÉM, NÃO PASSAVA DE UM BURRO! E não querendo me gabar, mas eu era muito elogiado por (segundo amigos e familiares) ser muito inteligente (um dia eles ainda vão entender o que quero dizer quando afirmo que quando era ateu eu era um burro.)


O que sei com toda certeza é que estes dois colegas ateus estão muito mais próximos de Deus do que eu estava quando era ateu.

E eles têm uma grande vantagem: na minha época eu tinha que buscar o conhecimento nas bancas e bibliotecas, nos cursos de parapsicologia fora da minha cidade; hoje os livros e o conhecimento são muito mais acessíveis.

Aceitar Deus no coração só é possível quando o aceitamos primeiro em nossas mentes.
 

Renato Curse                        13 de outubro de 2016
 
 
 


"PENSAR COMO ATEU É FÁCIL. Também não é difícil viver um ou mais dias como tal. Porém, VIVER COMO UM ATEU POR ANOS A FIO, NA PRÁTICA, É ABSOLUTAMENTE IMPOSSÍVEL! Das duas uma: ou se morre em consequência de uma vida sem propósitos e sentido objetivos, ou se deixa de ser ateu."

Renato Curse




8.3.17

Rachel Sheherazade e o 8 de março


...ao contrário da senadora petista Gleisi Hoffmann e suas asseclas, eu, Rachel Sheherazade, não aderi, nem vou aderir à tal greve geral das mulheres nesta quarta-feira, aliás, eu me envergonho de uma senadora da república que diz falar em nome das mulheres de bem deste país e, estranhamente, exorta essas mesmas mulheres a não trabalhar, nos sugere que abdiquemos de nossos deveres maternos e tenta até mesmo incitar o ressentimento entre nós e eles, numa nova versão da infame e inútil guerra dos sexos.
Não, senadora, não precisamos de mais contendas, nós não precisamos de novos cismas, senhora Gleisi Hoffmann. A senhora me envergonha, não só como parlamentar, mas agora também como mulher, aliás, eu me envergonho também de todas as feministas fundamentalistas que não lutam em favor do sexo feminino, mas contra o sexo masculino, numa espécie de misoginia às avessas, promovendo não a igualdade tão sonhada por todos nós, mas fomentando sim um ódio recíproco e sem fundamento entre os gêneros.
Aí eu pergunto a essas militantes raivosas, recalcadas e mal resolvidas: o que seria de nós, mulheres, sem os homens, que desde os tempos primitivos nos têm provido e protegido, salvaguardando mulheres e crianças, muitas vezes com suas próprias vidas?
De outro lado, o que seria dos homens sem as mulheres que os parem, que os educam, que lhes satisfazem e lhes acompanham vida afora?
Homens e mulheres se complementam.
O que seria dessa humanidade sem esse casamento perfeito entre os gêneros?
Esse dia internacional das mulheres pra mim é uma piada globalista de tanto mal gosto quanto a exortação da senadora petista à greve geral e à abstinência sexual neste 8 de março. Sinceramente, esta data não significa absolutamente nada pra mim, é um dia como outro qualquer. É que eu me basto como mulher, eu não preciso de uma data especial para me sentir especial, eu não preciso de um 8 de março pra ser enxergada, pra ser respeitada, compreendida, protegida, admirada, pra ser amada.
Todos os dias são - ou deveriam ser - especiais para as mulheres. E para os homens também, viu.
A propósito, eu prescindo e não acredito na falsa ideia de empoderamento que pregam as neo-feministas, assim como eu não preciso da tutela de grupos feministas que jamais me protegeram quando eu fui ameaçada de estupro por um professor universitário do Rio de Janeiro, quando eu fui jurada de morte por ser mulher - e mulher de opinião - quando eu tive a minha imagem queimada em praça pública numa tal 'marcha das vadias' que diz representar e proteger os direitos das mulheres.
Não, eu não preciso que ninguém me empodere. Como todas as mulheres, até mesmo as que não o sabem, eu já nasci poderosa. Eu dispenso vitimismo, a falácia do sexo frágil, eu dispenso os privilégios disfarçados de direitos, abomino leis demagógicas e injustas como a do feminicídio, que contrariam a igualdade garantida na Constituição entre todos os brasileiros e que fizeram a vida de um homem valer menos do que a vida de uma mulher. Pra mim, quando se fala no valor de uma vida, não há que haver hierarquia entre homens e mulheres, ou entre mulheres e nascituros, é bom lembrar.
Eu não faço apologia da misandria, do ódio contra o masculino, pelo contrário, da mesma forma que eu abomino os abusadores, os violentos, os assassinos, os estupradores, eu amo os homens que amam as mulheres.
Eu tenho filho, Gabriel; eu tenho pai, Dirson; eu tenho dois irmãos, Júnior e George; eu tenho noivo, Matheus; eu tenho vários amigos que me orgulham pelo fato de serem homens de bem, honrados, justos, respeitosos, pacíficos, protetores, amáveis e, amados.
Não custa nada lembrar as 'feminazis': os homens que vocês tanto odeiam foram educados e criados pelas mulheres que vocês dizem proteger.
Finalmente, gente, que este dia não seja um dia de greve, de desagravo, mas um dia de amor, de respeito, de reconhecimento, e principalmente de reconciliação entre nós e eles."


 Rachel Sheherazade,
jornalista brasileira